This wiki has been closed because there have been no edits or logs made within the last 60 days. This wiki is now eligible for being adopted. To adopt this wiki please go to Requests for adoption and make a request. If this wiki is not adopted within 6 months it may be deleted. Note: If you are a bureaucrat on this wiki you can go to Special:ManageWiki and uncheck the "closed" box to reopen it.

Mudanças entre as edições de "Adriana Caraccio Morgan"

De TradWiki 2.0
Ir para navegação Ir para pesquisar
TDW1>Roselix
m (5 edições)
 
(Sem diferença)

Edição atual tal como às 12h14min de 20 de abril de 2019

Arquivo:Adriana Caraccio Morgan.jpg ⋆ 27 de janeiro de 1968 - Santos † 9 de março de 2017 - Londres

(In memoriam)


Atuou como tradutora independente desde 1999 e tradutora pública e intérprete comercial em inglês/português desde 2000.

Anteriormente, trabalhou por sete anos no Deutsche Bank, o que lhe proporcionou conhecimento da área financeira.

Graduada em Publicidade e Propaganda e Direito, também obteve o diploma de especialização em Interpretação pela PUC. Com a certificação do Diploma in Translation do IoL, foi também membro da ABRATES e da ATA (desde 2012), além de ter participado da diretoria da ABRATES, atuando como 1ª secretária na gestão de 2014-2015. Foi também membro da Subtitle, (The Subtitler’s Association) desde 2014.

Atuou especialmente nas áreas de tradução e versão na área financeira, bancária, mercado de capitais, seguros, corporativa, jurídica, contratos, pesquisa médica, tradução para dublagem e legendagem e localização de websites.

Trabalhou como especialista na localização do Dropbox, Inc. desde 2012, desenvolvendo o guia de estilos a ser usado em português do Brasil, além de trabalhar no glossário e revisão de traduções.

Seu trabalho se destacava pela exatidão, perfeição, fidelidade, precisão, pelo respeito à forma e ao conteúdo, pela qualidade e pela rapidez.

Além do trabalho de tradutora propriamente dito, estudava e dava cursos de educação financeira para outros tradutores autônomos aprenderem a gerenciar melhor seus recursos financeiros e a planejar a aposentadoria. Na IV Conferência Brasileira de Tradutores do Proz, apresentou a palestra “A vida financeira do tradutor”.

Profissional e colega exemplar, com um sorriso sempre estampado no rosto, procurava ajudar em todas as ocasiões.

Adriana se definia como “tradutora, esposa e mãe, não exatamente nessa ordem”. Gostava de joaninhas e de fotografia.

Seu lema era “Be the change that you want to see in the world”. (Gandhi)